quinta-feira, 13 de maio de 2010

what I want ?

eu sei o que me machuca, sei o que me faz chorar, sei o que me engana, encoraja, me faz sorrir, o que me excita, sei o que me da um UP. mais é sempre temporareo, é sempre passageiro, tudo tão momentaneo, logo passa, e eu penso: 'eu sei mesmo o que quero?' ou 'o que eu quero é o que eu preciso?' ainda não encontrei uma conclusão. sei que quero o querer, e não o tal precisar. eu quero amar com intensidade, e ter a friesa suficiente pra esquecer. eu quero querer o necessario, e não aquilo que é só por mimo. quero não ter por capricho e sim por motivo, o motivo pra querer o que é melhor, melhor pra mim. e o que eu quero mesmo? ah, o que eu quero, eu espero, espero conseguir, espero alcançar. quero mais o tempo, pra me dar tudo, tudo o que eu tanto quero, o tempo que só o Papai sabe.

LLC'

O2.O4.2O1O

eu quero mais; mais ficar sem fazer nada, mais se perder no tempo, quero mais olhos fechados, dedos entrelaçados, quero mais ficar deitada na grama, quero mais o sol quente quimando minha pele, mais daquela briza leve que arrepia os pelos, quero não ter tanta coisa pra pensar, quero mais escutar o passaro cantar, o pintinho piar, o grilo pular. eu quero mais, sempre mais, mais descalça, com o pé no chão, sentir o alivio vindo do solo, me libertar de trinta, talvez quarenta quilos no pé, quero mais dormir embaixo da arvore, pegar a fruta no pé, quero coler, semear, cultivar. eu quero mais, mais noites escuras, mais seu olhar, quero que a lua encontre o meu olhar, quero que as estrelas entendam o meu precisar. quero, como eu quero, quero mais do tal amar, o abraçar, o beijar, o encontrar, o namorar, o presentear. quero tudo, tudo o que me lembrar, o que me orgulhar, o que me fazer chorar, sorrir, quero o me agradar, quero mais aceitar, mais coragem, mais de tudo o que me faz sonhar e realizar. quero o que Papai quiser, quero estar feliz, estar ao lado dele, deles. quero o que todos querem, mas com uma unica e sutil diferença.. eu quero menos, menos pensar, e mais agir, quero menos falar, mais atitude. e eu continuo a querer, eu quero sem-pre querer, querer com toda aquela ganancia e intensidade, aquela mesmo qurer que eu um dia o quís. ;x

LLC'

13.O5.2O1O

eu já fiz e deixei de fazer algo, que se eu pudesse voltar teria feito diferente. já cheguei a me arrepender de inumeras decisões tomadas, de escolhas não acertadas. já vi e ouvi aquela velha frase: 'é melhor ter se arrependido de ter feito, que se arrepender de não ter feito.' sabe, ela até perece não ter fundamento. porque ? porque ela não me consola ! e sem falar, nas oportunidades que deixei passar com o medo de não dar certo.. das coisas magnificas que passaram em minha frente e eu só fiquei assistindo, ou pior, deixei que elas fossem embora e nem se quer me dei conta o quão importantes eram e quando percebi já era terde demais. mas e se eu pudesse voltar atrás ? o que eu mudaria ? talvez não mudaria nada; mesmo porque o tempo vai passar, e viver do passado ou tenta-lo fazer futuro, tentar retoma-lo de onde parou não daria certo, ou até mudaria todo o futuro que também poderia se tornar uma decepção, e me sentiria muito frustrada e incapaz. uma coisa é certa, decepção não mata e sim, ensina a viver, e mostra que não posso voltar e fazer um novo começo, mas eu posso começar de novo, e fazer um novo fim !
a vida me cobra tomar decisões constantemente, e cada escolha determina uma novo fato no futuro, cada fato tem uma vivencia inadiavel. cada experiencia uma mudança é imposta. porém escolher é muito mais facil quando não a meus sentimentos e ilusões envolvidas. sou livre pra escolher minha ação, mas prisioneira de minha consequencia.

sábado, 1 de maio de 2010